Bolsa de Valores

Como investir na bolsa de valores

“Tenho alguns posts que podem ajudar a aprender a negociar no mercado de ações e ganhar dinheiro. O ideal é fazer um investimento em um curso sobre a bolsa de valores e como aplicar na bolsa de valores ou mesmo ficar um tempo em um simulador da bolsa antes de um passo mais comprometido. Em todo o caso, os artigos a seguir podem ajudar.”

Bolsa de valores em alta ou em baixa? O que é melhor operar?

Postado por Alessandro Martins em - Tudo sobre Bolsa de Valores

Este vídeo da Equipe Trader, agente autônomo de investimentos, traz diversas dúvidas e respostas para os iniciantes na bolsa de valores.

A primeira delas é: podemos usar a análise fundamentalista para fazer operações de day trade?

A análise fundamentalista estuda os fundamentos da empresa. Por exemplo: demonstrativo de resultado de exercício, balanço patrimonial, fluxo de caixa, se o lucro é crescente, se ela está numa perspectiva positiva; todos os fatores que determinam a “saúde” da empresa são abordados na escola fundamentalista.

A escola técnica, no entanto, não se baseia em fundamentos. Ela se baseia apenas naquilo que o gráfico está mandando você fazer. Se o gráfico está mandando você comprar você compra e se manda vender você vende (de acordo com determinados setups e estratégias).

Se você opera no curto prazo, caso do Day Trade, você vai perceber que os fundamentos não vão determinar muito os movimentos da ação.

Você prefere operar com o mercado em alta ou em baixa?

Como o aspecto econômico das ações, é melhor operar em alta. Isso significaria que o mercado está em aquecimento. É mais interessante para os investidores.

No entanto também dá para operar com o mercado em queda. E os traders preferem: o lucro vem mais rápido. O mercado sobe de escada e desce de elevador.

No entanto, para operar em queda você precisa ter um pouco mais de experiência para não ter problemas.

A perda, no entanto, só acontece se você não tiver uma estratégia.

O que fica muito difícil é quando o mercado está lateralizado, porque fica difícil identificar a tendência.

Assim, a tendência é mais fácil. Subindo ou descendo.

Gostou? Comente, compartilhe e participe!

Como se proteger dos gaps na bolsa de valores

Postado por Alessandro Martins em - Vídeos sobre bolsa de valores

Como podemos nos defender dos gaps?

Pera aí! Como vou me defender de uma coisa que nem sei direito o que é?

Então, em primeiro lugar, precisamos saber o que são gaps.

Os preços das ações diariamente oscilam. Sobem, descem, descem mais, voltam a subir.

Mas no final do pregão acontece o leilão de fechamento que tem como uma das funções definir o preço de fechamento das ações.

Digamos que determinada ação teve seu preço de fechamento em R$ 20. Ou seja: o último negócio que aconteceu com aquela ação no pregão foi a R$ 20.

No outro pregão, no dia seguinte, qual será o preço de abertura?

O primeiro negócio do dia vai ser a R$ 20 porque foi o preço de fechamento do pregão anterior? Nós não sabemos.

O valor do primeiro negócio será definido no leilão de abertura.

Todos os dias isso acontece com todos os papéis da bolsa de valores.

Vamos supor que aquele papel que fechou a R$ 20 teve um valor de abertura de R$ 18.

Ou seja: entre o preço de fechamento e o preço de abertura não houve negociação.

Este espaço entre os preços de fechamento e abertura é chamado de gap.

As pessoas que tinham essa ação em sua carteira de ações, dormiram compradas, elas acabaram sofrendo com essa desvalorização e não puderam fazer nada: não puderam vender a R$ 19 ou a R$ 19,50.

Será que você pode correr o risco de tomar um prejuízo por causa de um gap?

A resposta é sim. Isso pode acontecer.

Podem acontecer gaps de alta e de baixa a qualquer momento.

Mas existem algumas medidas que você pode tomar para que as chances de isso acontecer diminuam bastante.

Duas dicas.

A primeira delas é: opere a favor da tendência. Isso faz toda a diferença. Você pode observar que os grandes gaps na sua maioria são a favor da tendência.

Antes de um grande gap de baixa, haverá uma tendência de baixa.

Antes de um grande gap de alta, haverá uma tendência de alta.

A segunda dica: operar papéis de boa liquidez, com grande volume de negócios diários. Para manipular um papel desses, para haver uma manipulação de preço é muito difícil.

Tomando esses cuidados, pode dormir tranquilo que, se houver um gap será a favor de sua posição.

Se o gap for contrário, provavelmente, mas não certamente, ele será pequeno e seu prejuízo será pequeno.

Gostou? Comente, compartilhe e participe!

Diferença entre ações ordinárias (ON) e ações preferenciais (PN)

Postado por Alessandro Martins em - Análise técnica da bolsa de valores Vídeos sobre bolsa de valores

Uma das principais dúvidas do iniciante na bolsa é a diferença entre ações ordinárias (ON) e ações preferenciais (PN).

Neste vídeo, Osney Cola nos mostra quais são as diferenças entre elas.

Por alguma razão, os investidores mais experientes estão mais focados nos papéis preferenciais, sempre que estão estudando ou operando.

Algumas empresas têm ações preferenciais e ordinárias.

As preferenciais têm preferência na distribuição de dividendos e as ordinárias têm direito a voto.

Todas as empresas têm ações ordinárias. Mas nem todas tem ordinárias e preferenciais.

Por exemplo, Petrobras tem ações preferenciais e ordinárias. Banco do Brasil não.

No caso de um controlador, o personagem que quer controlar ou mandar numa empresa, o interesse dele é ter o máximo de ações ordinárias. No caso, mais da metade das ações ordinárias.

Na Petrobrás, por exemplo, o governo federal tem mais da metade das ações ordinárias. Já entre as preferenciais, o governo não tem nenhuma.

No caso de uma empresa que tenha apenas ações ordinárias, o controlador terá que ter mais da metade de todas as ações totais.

O investidor da Bolsa de Valores foca em ações preferenciais porque elas têm muito mais liquidez.

São mais negociadas e, portanto, são mais fáceis de comprar e vender e, por consequência, produzem mudanças gráficas mais relevantes e mais passíveis de uma análise mais precisa.

As ordinárias, por sua vez, têm um volume de negócios bem menor, pois não costumam ser negociadas.

A outra vantagem das preferenciais é a preferência no recebimento de dividendos.

Mas o principal motivo é a liquidez e o número de negócios feitos com as preferenciais.

Quando não há ações PN, então foca-se nas ONs mesmo, pois uma boa parte delas estará em circulação e terá liquidez.

Gostou? Comente, compartilhe e participe!

Como detectar golpes na bolsa de valores

Postado por Alessandro Martins em - Vídeos sobre bolsa de valores

No vídeo acima, o Osney Cola, da Equipe Trader responde se é possível saber com antecedência se uma empresa está prestes a dar um golpe na Bolsa de Valores.

A pergunta é interessante porque aqui no blog nós abordamos a Análise Técnica, a Análise Gráfica, como única ferramenta para tomada de decisão.

E a Análise Técnica parte do princípio que os gráficos dão sinais importantes e relevantes de grandes movimentos por causa da ação dos insiders.

Insider é uma expressão em inglês para designar aquelas pessoas que têm acesso a informações privilegiadas dentro da Bolsa de Valores e dentro das empresas.

Se uma empresa está prestes a dar um golpe, os insiders vão começar a vender suas ações, pra quando o golpe acontecer eles não tomem prejuízos.

O contrário também é válido. Se algo bom vai acontecer, os insiders vão fazer grandes movimentações de compra de ações.

Essa movimentação dos insiders não é pequena e impacta no gráfico das ações da empresa.

Toda grande movimentação vai deixar rastros nos gráficos: aumento no volume de negociações, reversões de tendência, início de uma nova tendência após um período de consolidação, para ficarmos em poucos exemplos.

O Osney observa o caso de empresas como a OGX, a Positivo, a Mundial e o Banco Panamericano que tiveram quedas de 90% e graças à Análise Técnica ele não embarcou na compra dessas ações aparentemente sólidas.

Gostou? Comente, compartilhe e participe!

Como usar o home broker na bolsa de valores

Postado por Alessandro Martins em - Vídeos sobre bolsa de valores

O home broker é a ferramenta, o software, que permite que você compre e venda ativos pela internet. Graças a ele, o pregão viva voz deixou de existir.

Além de comprar e vender, o home broker permite que você programe pontos de compra e venda automáticos no caso de uma ação, por exemplo, atingir um preço vantajoso para a compra ou caso atinja um preço vantajoso para a venda.

Por exemplo, se uma ação cai muito abaixo do preço de compra e você começa a amargar um prejuízo, a venda pode ser feita antes de você amargar um prejuízo ainda maior (claro, que esse valor automático de venda é calculado de acordo com a análise técnica e sua capacidade de absorver perdas, considerando o seu gerenciamento de risco e seu montante total).

O contrário também é válido: o seu objetivo foi atingido? Um stop de ganho pode ajudar você a evitar a cobiça e acabar devolvendo tudo o que ganhou. Lembre-se: só é lucro quando está no bolso.

Na playlist acima você vai aprender a usar o home broker, não só nas operações de compra e venda como também para acompanhar os seus ativos de interesse, seja porque está comprado seja porque está interessado em sua movimentação pura e simplesmente, esperando a melhor oportunidade para entrar e investir.

Gostou? Comente, compartilhe e participe!

Curso sobre bolsa de valores: candles

Postado por Alessandro Martins em - Vídeos sobre bolsa de valores

Muito importante ter em mente que os candles são meras ferramentas de confirmação.

Se apegar demais a eles como se fossem os arcanos de um tarô mágico que ajuda a prever o futuro, como a comparação sugere, não é a atitude mais sábia do mundo, ainda mais que estamos falando de investir dinheiro na bolsa de valores.

Dinheiro de verdade e não R$ 100 que você, por ventura, resolva, por diversão, pagar a uma cartomante.

Neste curso sobre a bolsa de valores, o Osney José explica como ele costuma usar os candles e como interpretar essas figuras principalmente nos contextos em que pode haver uma reversão de tendência.

Isso, deve ser indicado, antes, no entanto, por outros métodos que você use. Sejam eles: médias móveis, bandas de Bollinger, MACD e outros.

Os principais candles de reversão são os seguintes:

Candles de reversão para tendência de alta

  • martelo
  • martelo invertido
  • harami de alta
  • engolfo de alta
  • penetrante ou piercing line
  • bebê abandonado fundo

Candles de reversão para tendência de baixa

  • enforcado
  • estrela cadente
  • harami de baixa
  • engolfo de baixa
  • nuvens negras
  • bebê abandona fundo
Gostou? Comente, compartilhe e participe!

Mais artigos

Page 1 of 8212345...102030...Last »