Bolsa de Valores

Como investir em ações

Postado por Alessandro Martins em - Dicas da bolsa de valores Tudo sobre Bolsa de Valores

Como investir em ações é um artigo é de responsabilidade do articulista convidado Leandro Martins, Mestre em Economia especializado em Análise Gráfica de Ações. CNPI registrado pela CVM. Professor do Seu Consultor Financeiro por onde ministra cursos de Análise Gráfica de Ações e operações de Day Trade em todo o Brasil.  Fundador dos sites: www.seuconsultorfinanceiro.com.br e www.analisetecnicaacoes.com.br. Autor do Livro “Aprenda a Investir”, Ed. Atlas, 2ª edição.

Acredito que possuir o mínimo de orientação financeira seja dever de todos, para assim valorizar seu patrimônio conquistado com muito sacrifício e trabalho. Trabalhamos, em média, 180 horas mensais, e a maioria das pessoas não dispõe de 1 hora por mês para acompanhar na  Bolsa de Valores os investimentos desse dinheiro conquistado nessas 180 horas.

É preciso investir, com inteligência, seus rendimentos, alcançados a partir de um controle eficaz de seu orçamento financeiro. Pequenas atitudes fazem muita diferença. Apenas a obtenção de maior conhecimento, com leituras e cursos, o auxiliará no processo de desenvolvimento de suas habilidades financeiras, capacitando-o corretamente em suas escolhas e nas definições de metas e objetivos.

Devemos equilibrar nossos gastos para existir investimentos periódicos, para alcançarmos no futuro próximo nossa liberdade financeira, onde o dinheiro poderá trabalhar por você. Mesmo pequenos valores, no futuro, farão grandes diferenças. E no contexto atual, as ações realmente apresentam maior potencial de retorno, e com o uso da Análise Gráfica de Ações, o investidor individual tem ao seu alcance uma grande ferramenta de análise.

A abertura da conta em uma corretora funciona a partir do preenchimento de um cadastro e do envio do mesmo assinado e com cópias dos principais documentos como RG, CPF e comprovante de residência atual.

Home Broker:

O home broker é similar ao nosso bankline, só que em vez de consultarmos um extrato ou efetuar uma transferência, estaremos verificando as cotações das ações, e comprando e vendendo as mesmas.

Códigos das ações:

São as legendas das empresas, constituídas de quatro letras e um número, por exemplo:

Código da ação da Vale Ordinária: VALE3

Lote padrão:

Lote padrão é o múltiplo negociado, na maioria das empresas, de 100 em 100.

Valor mínimo para investir:

Não há valor mínimo, qualquer um pode investir.

Como é o processo de compra uma ação:

A compra de uma ação é bem simples, após estar cadastrado, e ter saldo financeiro na corretora, basta entrar no home broker e efetuar a ordem.

A importância de se ter um objetivo ao começar investir:

Realmente é muito importante saber os objetivos e acima de tudo seguir seu plano com objetivo, e isso inclui a colocação de stop baseado na análise técnica de ações.

Formas de Análise:

Em um investimento em ações as duas principais teorias utilizadas para selecionar os ativos para compor uma carteira de investimento são: a análise fundamentalista e a análise gráfica.

A análise fundamentalista considera os fundamentos de uma empresa, com base em interpretação de dados e indicadores disponibilizados e considerados como verdadeiros. Tais interpretações são controvérsias e dificilmente conseguem prever o comportamento dos preços dos ativos, além de haver possibilidade de trabalhar com dados “maquiados” divulgados nos balanços e demonstrações de resultado de exercício (DRE) das empresas analisadas, como temos vários exemplos nos últimos anos.

Com isso, considero que a análise de balanços não é objetiva, visto que as informações dos balanços refletem os resultados passados da empresa, enquanto que o que vai levar a uma valorização ou queda das ações serão os resultados futuros da empresa, ou seja, as expectativas dos investidores é que movimentam os preços das ações. Se os resultados passados nada influem sobre o futuro da empresa, o que diremos então dos resultados passados expostos de modo fraudulento, como em alguns casos que observamos em todo o mundo nos últimos anos.

A análise gráfica, também conhecida como análise técnica, por sua vez, considera que todos os fatores necessários estão representados nos gráficos, na medida em que este traduz o comportamento do mercado (fundamentalistas, insiders, amadores etc) e avaliam, a partir dos gráficos, a participação desses investidores que influenciam na formação dos preços.

Leia mais sobre a bolsa de valores

Artigos Relacionados

Gostou? Comente, compartilhe e participe.