Bolsa de Valores

Viver da bolsa de valores

Postado por Alessandro Martins em - Vídeos sobre bolsa de valores

Um dos alunos do Osney questionou-o sobre se é possível, afinal de contas, viver de bolsa de valores.

Quem nunca sonhou com a possibilidade de largar o emprego e viver, como se diz, de renda?

Mas será que essa é uma possibilidade realista? Ou mesmo será que é uma possibilidade interessante, visto que acompanhar fanaticamente os gráficos da bolsa de valores a ponto de poder viver dela, depois de um tempo, não é uma das coisas mais estimulantes? Certamente há quem goste.

Mas, enfim, é possível viver de bolsa de valores?

O vídeo abaixo explica:

A recomendação do Osney, para seus alunos, é que o iniciante na bolsa de valores, nos primeiros anos, não perca dinheiro ou, então, perder o mínimo, visto que esse é um custo do aprendizado: ou tempo ou o menor montante de dinheiro investido possível.

Não perder dinheiro na bolsa de valores já é uma meta a ser alcançada. A maioria das pessoas tem grande dificuldade de permanecer no mercado por conta dos prejuízos.

Depois de alguns anos, meses talvez, o objetivo poderá ser buscar rentabilidade acima da renda fixa.

Outra coisa: salário é uma coisa e investimento em renda fixa é outra. Não encare seu salário como um investimento, do ponto de vista financeiro. O Osney não partilha a ideia de abrir mão de um emprego seguro para começar a investir. Investir na bolsa pode e deve ser feito de forma simultânea a um trabalho paralelo.

Operações com gráfico diário e semanal não vão exigir que você fique o dia inteiro olhando os gráficos. Você pode utilizar comandos de start e stop e tudo isso você programa à noite.

Aliás, é até bom não ficar olhando os gráficos o dia inteiro porque você corre o risco de ser tomado pela emocionalidade.

Artigos Relacionados

Gostou? Comente, compartilhe e participe.