Bolsa de Valores

Série Primeiros Passos 1: o que é preciso para começar a aplicar em ações

Postado por Alessandro Martins em - Tudo sobre Bolsa de Valores

A Série Primeiros Passos foi escrita com exclusividade por Leandro Martins, autor do livro Aprenda a Investir – Saiba Onde e Como Aplicar seu Dinheiro (compre o livro) e responsável pelo site Seu Consultor Financeiro. Na série, Leandro Martins aborda diversos assuntos sobre os quais eu já falei no Iniciante na Bolsa, mas considero importante que um profissional de maior experiência aborde os temas, reforçando e dando ainda mais autoridade ao conteúdo ensinado, sem falar que uma abordagem diferente pode dar um novo ângulo a velhos assuntos.

Leia também

O que é preciso para começar a aplicar em ações

Muitos acreditam que para poder aplicar na bolsa é preciso possuir grandes volumes financeiros e ainda ter acesso a complexos relatórios fundamentalistas, ou possuir muito tempo para acompanhar o mercado. Completo engano de iniciante, pois a possibilidade de altos retornos fornecida pelo investimento em ações é destinada a qualquer valor financeiro, de aplicações de milhões, a 200 reais, e com o conhecimento da análise gráfica (também conhecida como análise técnica) o investidor consegue identificar pontos de compra e venda sem ter que acompanhar o mercado e sem a necessidade de receber relatórios interpretativos, e em alguns casos suspeitos.

Mercado Fracionário

Com a existência do mercado fracionário, onde as ações das empresas são negociadas em quantidades reduzidas, já que no lote padrão as mesmas são negociadas, geralmente, em lotes de 100 ações. Com isso uma empresa com ação cotada a 30 reais, possui lote padrão com valor em R$3.000,00, no entanto quem quiser aplicar 300 reais nessa ação poderá comprar 10 ações do lote fracionário.

Custos de corretagem

A taxa de corretagem é a taxa paga à corretora por intermediar uma ordem de compra ou venda de ações. Alguns iniciantes acreditam que a taxa de corretagem é tabelada, e calculada de acordo com a antiga tabela Bovespa utilizada por muitas corretoras, a qual é a mais cara praticada pelo mercado e se baseia em uma fórmula com taxa variável e taxa fixa. Atualmente são encontradas cobranças de apenas taxas de corretagem fixa de 10 reais por ordem, ou apenas baixas taxas variáveis como de 0,3% sobre o valor operado.

Forma de Análise

Para se conseguir escolher as melhores empresas e comprar e vender em bons momentos não é preciso ter uma equipe de analistas ou ter acesso a informações privilegiadas. Com o advento da informática e a divulgação de gráficos das ações, temos acesso a todas as ferramentas necessárias para analisar graficamente as melhores ações e qual o melhor momento de comprar e vender essa ação.

Tempo de Aprendizado

É certo que ao iniciar a aplicar em ações, o investidor provavelmente obterá mais perdas do que ganhos, pois um período de aprendizado é extremamente necessário. Com isso o simulador de ações é a melhor ferramenta para adquirir experiência sem auferir prejuízo.

(originalmente publicado em 9 de janeiro de 2009)

Artigos Relacionados

Gostou? Comente, compartilhe e participe.

Deixe seu comentário