Bolsa de Valores

Padrões de candles 1: estrela cadente ou shooting star, o nome diz tudo

Postado por Alessandro Martins em - Análise técnica da bolsa de valores

Enquanto a bolsa de valores não sabe se sobe ou se desce, vou começar esta série sobre padrões de candles.

Você já deve saber que os candlesticks são uma das formas mais eficientes de prever com maior ou menor eficiência o movimento que uma ação fará a seguir.

Se, ainda não sabe, talvez seja uma boa idéia dar uma olhada no artigo em que eu explico o que são candles.

Nesta série, minha fonte será uma página específica sobre candles do Fórum Bolsa, mas – claro – acrescentarei minhas impressões, de maneira que fique mais fácil de memorizar, para mim e para você.

Estrela cadente ou shooting star

Estrela cadente ou shooting star

Características

O período anterior é de alta. A seguir, o período da estrela cadente abre com um pequeno gap de alta. Isto é, a mínima é maior que a máxima do período anterior. Ele é caracterizado pela pequena distância entre a abertura e o fechamento. A cauda da estrela cadente deve ser pelo menos três vezes maior que o corpo do candle e, obviamente, o corpo da estrela cadente deve estar voltado para baixo.

Claro, cara pálida. De outra forma seria estrela ascendente. E nem sei ainda se isso existe.

Não deve existir uma cauda inferior (já viu estrela cadente com duas caudas?). No máximo ela deve ser muito pequena, miúda mesmo. A pata de uma pulga.

O que significa

Se, num gráfico de candles,
você vir uma cadente,
venda ou não compre
pois é certa a dor de dente.

Tá. Não sou tão bom poeta assim. Mas ajuda a lembrar que a presença dessa figura num gráfico de candles indica que uma tendência de alta pode reverter. Os preços podem cair durante algum tempo.

Psicologia

Imagine o seguinte. Os comprados – a galera que está com as ações – viram que o preço tinha até potencial de subir bastante naquele período. A longa cauda da estrela cadente é prova desse potencial. Mas não subiu ou até caiu um tanto e os preços de abertura e fechamento ficaram bem próximos. Então, os comprados ficam preocupados. Talvez as coisas não estejam tão boas como eles imaginavam. E começam a tomar precauções para proteger os seus ganhos até o momento, vendendo ou colocando stops nas imediações.

Bem, por enquanto é isso. Existem muitos padrões de candles e a idéia desta série é fazer diversos artigos como esse para ajudar a mim e a você a aprender e a lembrar dessas ferramentas úteis na análise dos gráficos das ações.

Gostou? Comente, compartilhe e participe!

O que o investidor iniciante deve fazer quando a bolsa de valores cai

Postado por Alessandro Martins em - Dicas da bolsa de valores

Nem sempre a bolsa de valores é essa festa, com as ações subindo o tempo todo, como tem sido nos últimos meses. Às vezes ela entra em tendência de queda durante uns bons meses.

O Marco, do Como Comprar Meias, dá algumas dicas em seu artigo O Que Fazer Quando a Bolsa Cai.

Na última quinta-feira e também na sexta-feira, a bolsa teve uma queda expressiva. Eu tenho sido um atento observador de minhas emoções. Claro que o tipo dinheiro que apliquei me deixa em uma situação confortável.

Fui estopado quando a VALE5 chegou na casa dos R$ 79,5. Quando elas atingiram esse valor, foram automaticamente vendidas. É um dispositivo de segurança que você deve aprender a usar para proteger seus lucros.

No entanto, quando essa ação chegou ao suporte de R$ 76, ainda na sexta-feira, decidi comprar novamente, certo de que ela subiria. Não subiu. Naquele mesmo dia caiu ainda mais.

O fato é que, hoje, a ação está tendo uma expressiva alta pelo segundo dia seguido. No entanto, vou resistir à tentação de comprar mais e vou me amoitar.

Por alguns motivos:

  • Os indicadores que aprendi a usar até o momento não me dão certeza de ser o momento certo de fazer um movimento.
  • Preciso aprender a confiar apenas nas minhas certezas e não na dos outros, mesmo que as minhas tenham uma base precária ainda. O investidor deve ser responsável por si assim como uma criança deve aprender a andar mesmo quando suas pernas ainda estão bambas.
  • Como o Marco bem lembrou, não é preciso estar com o seu dinheiro investido o tempo todo. Aguardar, às vezes é mais sábio do que agir, principalmente se ainda não sabe muito bem o que está fazendo. Por isso, depositei mais uns dinheiros na conta da corretora e estou aguardando aquele que eu considerar o melhor momento.

Por isso, como investidor iniciante na bolsa de valores, meu conselho é esse: espere as coisas se definirem. Quando há neblina na estrada e você não enxerga a pista direito, o melhor é reduzir a velocidade e acender os faróis.

Gostou? Comente, compartilhe e participe!

Como funciona o Ibovespa, índice da Bolsa de Valores de São Paulo

Postado por Alessandro Martins em - Dicas da bolsa de valores Tudo sobre Bolsa de Valores

O leitor Thiago Hashimoto pergunta como funciona o sistema de pontos do Ibovespa, o índice da Bolsa de Valores de São Paulo.

Mas não vou responder diretamente. Vou primeiro explicar o que é o Ibovespa.

Na área de perguntas freqüentes da Bovespa, temos que:

O Ibovespa (…) é formado a partir de uma aplicação imaginária, em Reais, em uma quantidade teórica de ações (carteira). Sua finalidade básica é servir como indicador médio do comportamento do mercado. Para tanto, as ações que fazem parte do índice representam mais de 80% do número de negócios e do volume financeiro negociados no mercado à vista. Como as ações que fazem parte dessa carteira têm grande representatividade, podemos dizer que se a maioria delas estiver subindo, o mercado, medido pelo Índice Bovespa, está em alta, e se estiver caindo, está em baixa.

Então, vale a pena repetir, as ações que fazem parte do Ibovespa representam mais de 80% do volume de negócios. Por isso é que em algumas fontes eu descobri que ele é formado por 54 ações, em outras por 56 e, ainda, por 58. O número de ações que forma o índice varia ao longo do tempo. Ele é reavaliado de quatro em quatro meses.

Uma ação deixar de ser componente do Ibovespa, no entanto, não quer dizer que a empresa emissora é feia boba e cara de mamão. É uma questão meramente estística. Não é pessoal.

Esta reavaliação é feita com base nos últimos 12 meses , quando são verificadas alterações na participação de cada ação, além de outros fatores como liquidez.

Mas o que são os pontos? O que significa dizer que o Ibovespa chegará a 50 mil ou 60 mil pontos?

O Ibovespa é uma carteira teórica. É como se um investidor tivesse adquirido um número arbitrário de ações das empresas que formam o índice. Os pontos equivalem ao valor da cotação de cada uma delas, multiplicado pela quantidade de ações.

Então, meu caro Thiago, é mais simples do que parece: se o Ibovespa está em 53 mil pontos significa que, se você possuísse a mesma carteira hipotética que o forma, teria exatamente R$ 53 mil em ações.

Se quiser entender ainda melhor você podese aprofundar na metodologia completa do Ibovespa.

Gostou? Comente, compartilhe e participe!

O que forma os suportes e as resistências no gráfico das ações da bolsa de valores

Postado por Alessandro Martins em - Análise técnica da bolsa de valores Insights sobre a bolsa de valores

Existe uma passagem muito bonita do Yôga Sutra, de Patañjali (calma, safados! não tem nada a ver com o Kama Sutra) que diz: a memória é a não extinção das experiências passadas.

É a melhor definição de memória que conheço e talvez a mais poética, por sua poderosa síntese.

E, de certa forma, ela – a memória – explica a formação dos suportes e resistências no gráfico das ações da bolsa de valores.

Recapitulando:

  • Suporte: Região na qual o interesse de comprar é grande, superando a pressão vendedora, o movimento de queda tende a parar.
  • Resistência: Região na qual o interesse de vender é grande, superando a pressão compradora, o movimento altista tende a parar.

Acontece que, nessas regiões, os investidores lembram que realizaram lucros ou que tiveram prejuízos.

Fica mais fácil se você pensar em termos de prazer e dor.

  • Quando coloquei a mão em uma panela quente, passei a me lembrar que esse gesto pode queimar a minha pele. E, ao evitá-lo, repito a experiência dolorosa passada mesmo sem vivê-la propriamente. Talvez a panela nem esteja assim tão quente.
  • Quando comi algo saboroso, passei a lembrar dessa sensação sempre que senti o cheiro desse quitute. E, ao salivar de apetite, repito a experiência prazerosa passada mesmo sem vivê-la propriamente. Talvez o sabor real nem esteja tão bom assim.

Na bolsa, funcionaria assim:

Quando o preço de determinada ação começa a cair, os investidores lembram que em um passado recente a queda foi interrompida no momento em que chegou a certo nível. Então há quase que uma reação natural de subida para repetir a experiência passada recente.

O mesmo acontece nas altas. Os investidores lembram que quando os preços chegaram a certos níveis voltaram a baixar.

Importante lembrar que reações em grupo são muito mais poderosas que reações individuais.

Pelo que tenho acompanhado, essa lembrança é registrada nos gráficos, nas anotações e, principalmente, no bolso dos investidores.

O bolso costuma lembrar melhor que o cérebro. Portanto, no caso da bolsa, é ele – o bolso – que não permite que as experiências passadas sejam extintas e superadas de imediato.

Mas se os suportes e resistências fossem absolutos, os preços ficariam oscilando apenas em uma determinada faixa.

O que na prática não acontece.

Com freqüência, suportes e resistências são rompidos, com maior ou menor facilidade, e os preços vão a regiões muito acima ou muito abaixo do que jamais foram. E criam novas experiências marcantes e importantes.

O que determina esse rompimento de suportes e resistências, sua facilidade ou dificuldade, suas conseqüências e muito mais, porém, são uma outra história que deve ser contada em outra ocasião.

  • Se você quer entender melhor o que são suportes e resistências, leia o artigo anterior.
Gostou? Comente, compartilhe e participe!

O que são suportes e resistências nos gráficos das ações da bolsa de valores

Postado por Alessandro Martins em - Análise técnica da bolsa de valores Tudo sobre Bolsa de Valores

Dois dos primeiros conceitos que você precisa aprender para avançar em seus estudos de Análise Técnica da Bolsa de Valores são os de suportes e resistências.

  • Para efeito didático e falando de um modo bem simplista, um suporte é um preço abaixo do qual é difícil – mas não impossível – que uma ação fique.
  • Por outro lado, uma resistência é um preço acima do qual é difícil – mas não impossível – que uma ação fique.

Esses valores podem ser ultrapassados para baixo e para cima, respectivamente. E o são com freqüência. Mas nesses pontos, porém, há uma tendência maior de os preços pararem ou reverterem.

CI_AT_SupResist.GIF

Como você pode ver no exemplo acima, quando os preços chegam a um valor de suporte ou de resistência, tendem a bater e voltar. Mas, eventualmente, essas regiões são rompidas.Segundo o site da Nelogica:

  • Suporte: Região na qual o interesse de comprar é grande, superando a pressão vendedora, o movimento de queda tende a parar.
  • Resistência: Região na qual o interesse de vender é grande, superando a pressão compradora, o movimento altista tende a parar.

Eu ainda vou aprofundar esses dois conceitos, mas se você quiser continuar a estudar sobre o assunto sugiro que veja no blog Como Comprar Meias o artigo sobre Topos e Fundos, Suportes e Resistências onde esse aprofundamento já está feito.

Gostou? Comente, compartilhe e participe!

Use “stops” para proteger o que você já ganhou na bolsa de valores

Postado por Alessandro Martins em - Dicas da bolsa de valores

Hoje a VALE5, não bastasse o que vinha subindo desde quinta-feira passada, abriu o pregão na Bovespa em um gap considerável. Basicamente, o seu valor mais baixo de hoje ficou acima do mais alto de ontem.

O alerta chegou por email, dado pelo Marco ao iniciante aqui.

Hoje a Vale abriu em gap de alta… ótimo!! Mas a parada agora é você colocar um stop na posição para garantir a gordura… A metodologia é colocá-lo um pouco abaixo da mínima de hoje. Ou seja, uns R$79,5, porque assim, se por alguma desventura o preço despencar, ao bater no R$ 79,50, a corretora vende automaticamente e você garante o lucro entre o seu preço de compra e o stop.

Foi rapidinho. Liguei para a minha corretora e coloquei o stop – que, como você deve ter percebido, é um dispositivo de segurança para os seus investimentos. Caso haja uma queda brusca – por enquanto, nem sinal disso -, já garanti a porcentagem da corretagem e ainda um bom lucrinho em relação ao preço que paguei nos papéis.

Às vezes, o iniciante deixa de executar decisões e de tomar medidas importantes para a segurança de seu dinheiro porque considera que elas são trabalhosas ou que não vale a pena.

No momento a Vale5 está emR$ 81,48.

Gostou? Comente, compartilhe e participe!

Mais artigos

Page 80 of 83« First...102030...7879808182...Last »