Bolsa de Valores

A bolsa de valores no Brasil

Postado por Alessandro Martins em - Vídeos sobre bolsa de valores

A mídia exerce grande influência nas decisões na vida das pessoas. Será que exerce a mesma influência sobre a bolsa de valores no Brasil?

No vídeo acima, Osney Cola fala sobre o pessimismo advindo dessa influência e o poder das informações que temos dos noticiários.

À parde disso, ele mostra como a bolsa de valores no Brasil reagiu a diferentes notícias.

Para entender o cenário, ele usa os movimentos da bolsa de valores no Brasil em 2008 e 2009.

São 3 fases:

  1. Tudo vai bem. As melhores notícias possíveis. Em maio de 2008, o Brasil havia recebido duas avaliações positivas em seu crédito por agências avaliadoras. Apesar disso, o mercado começa a cair. Nesse mês, também sai em uma revista de grande circulação no Brasil uma matéria incentivando os pequenos investidores a entrar na bolsa. Outra revista registra os US$ 20 bilhões de Eike Batista na bolsa de valores no Brasil. Notícias que, então geravam otimismo.
  2. Bolsas caindo. Mas as notícias fazendo com que todos acreditassem que se tratava apenas de uma quedinha. Enquanto isso, em seis meses, o mercado chegou a uma queda vertiginosa.
  3. Notícias de pânico em outubro. Veja e IstoÉ falavam de crise, estrago, tragédia econômica. Vinte dias depois dessas notícias alarmantes, dito e feito, final da crise.

Perceberam o atraso das informações?

Resumindo, para entender melhor a bolsa de valores no Brasil, talvez o melhor não seja seguir as notícias.

Olhe os gráficos. Aprenda análise técnica.

Gostou? Comente, compartilhe e participe!

Como evitar perdas na bolsa de valores: use o stop

Postado por Alessandro Martins em - Vídeos sobre bolsa de valores

O que é o stop?

Se você é iniciante na bolsa de valores já deve ter ouvido falar de stop.

O stop é uma ferramenta que serve para proteger você tanto de perdas quanto para garantir seus lucros.

Como ele funciona: ao comprar ações a determinado preço você determina um valor para ela ser vendida automaticamente. Tanto abaixo do preço de compra quanto acima.

Se a ação cair demasiado e bater no preço do stop (nesse caso, stop loss), ela é negociada automaticamente.

Do mesmo modo, se ela subir (nesse caso, stop gain), o lucro é embolsado.

Tudo isso sem que você precise ficar conferindo os preços de minuto em minuto ou mesmo diariamente.

Mais do que segurança, essa ferramenta chamada stop é uma garantia de que você seguirá os seus planos.

Muitas vezes, quando acompanhamos os preços das ações por muito tempo, somos envolvidos pela emocionalidade - que estupidifica – e acabamos por deixar de vender a ação quando o prejuízo ainda está dentro de nosso manejo de risco.

Ou ficamos ambiciosos e, em vez de fazer uma realização parcial de lucro, ficamos completamente comprados e acabamos deixando de garantir lucros.

No vídeo acima, Osney Cola, da Equipe Trader, explica o funcionamento dessa ferramenta chamada stop e sua importância.

Gostou? Comente, compartilhe e participe!

Posso levar a operação de day trade para o dia seguinte?

Postado por Alessandro Martins em - Vídeos sobre bolsa de valores

Uma operação de day trade se caracteriza por começar em um dia e terminar nesse mesmo dia.

A dúvida acima diz respeito à possibilidade de se passar desse limite.

É preciso ter em mente que a operação de day trade encerra no mesmo pregão. Principalmente se ela não evoluir de acordo.

A maioria dos casos em que se pensa em se levar uma operação para o dia seguinte é quando, justamente, os planos não correram como se esperava.

Nunca poderei arrastar uma operação de day trade para o dia seguinte?

Em raros casos, quando a operação deu muito certo e quando se tem a confirmação do gráfico diário ou semanal, dando condições de se permanecer posicionado.

Para uma operação de day trade, os gráficos estudados foram intraday, de cinco e quinze minutos. Esses tempos gráficos me dão informações do curtíssimo prazo e para dormir com o papel, para dormir posicionado, não é aconselhável que se estude apenas esses gráficos.

Gostou? Comente, compartilhe e participe!

Principais dificuldades na Bolsa de Valores

Postado por Alessandro Martins em - Vídeos sobre bolsa de valores

Quais são as principais dificuldades de um trader na Bolsa de Valores?

O Osney Cola, da Equipe Trader, mostra que alguns dos principais obstáculos estão ligados a fatores emocionais que impedem os traders de serem disciplinados.

Exemplo de erro provocado por fatores emocionais:

1. O trader só deve entrar no papel com o sinal esperado no gráfico. De repente uma notícia o impele a entrar na operação, mesmo sem o sinal adequado.

2. Papéis da moda: em vez de entrar em operações e ações que está acompanhando acaba comprando um ativo apenas porque todo o mundo está comprando.

Então o trader está sempre numa luta emocional para seguir a objetividade de seus planos: isso influencia em quando ele deve sair da operação, se deve embolsar o lucro já gerado ou, finalmente, realizar o prejuízo pré-determinado em seu manejo de risco previamente.

Portanto, definir uma técnica para investir na Bolsa de Valores, embora não seja exatamente fácil, é ainda mais simples do que ter o controle emocional para segui-la a risca.

Como melhorar: operando (seguindo as técnicas) e registrando as operações, para ter uma noção do que está funcionando e do que não está.

Veja no vídeo acima mais detalhes sobre isso.

Gostou? Comente, compartilhe e participe!

O que olhar para investir na bolsa de valores?

Postado por Alessandro Martins em - Vídeos sobre bolsa de valores

O que devo olhar antes de operar na Bolsa de Valores?

Muitos de nós têm dificuldade em saber o que olhar antes de entrar em uma operação.

Resumindo: a gente não sabe nem por onde começar.

No vídeo abaixo, o Osney, da Equipe Trader, mostra como ele mesmo se comporta.

Ele olha, nessa ordem:

  1. Tendência do Ibovespa: esse índice, o Ibovespa, mostra o desempenho dos principais papéis da Bolsa de Valores e é um excelente termômetro de como está o humor do mercado. Se a tendência for de alta, você pode focar sua concentração em operações de compra. Se a tendência for de baixa, você pode se concentrar em venda (sim, dá para ganhar dinheiro com o mercado em queda).
  2. Tendência do Papel: a seguir, o Osney procura papéis que estejam acompanhando a tendência do Ibovespa. Lembre-se daquela regra da Análise Técnica: sempre operar na tendência do mercado. Para fazer isso, você usa os gráficos. Saiba como usar os gráficos.
  3. Priorizar compras em região de suporte (ou vendas, se a tendência for de baixa, em região de resistência): é no suporte que o papel tem uma maior chance de começar a subir e é na resistência que ele tem maior probabilidade de começar a cair.

Esses três pontos são apenas o primeiro passo para escolher papéis para comprar ou vender. A partir deles, você precisa aprender outras pistas e indicadores para afunilar suas escolhas de investimento naquele momento.

Sempre siga suas estratégias e, principalmente, seu manejo de risco.

Veja no vídeo abaixo.

Gostou? Comente, compartilhe e participe!

Investimento mais fácil na bolsa com It Now

Postado por Alessandro Martins em - Dicas da bolsa de valores

Uma das dicas que damos com frequência aqui no Iniciante na Bolsa é: não coloque todos os seus ovos numa cesta só.

Investir em uma boa empresa, com grande número de negociações e, sobretudo, que atende seus setups de compra e venda (que, espero, você segue disciplinadamente, obedecendo um rígido manejo de risco) é bom, claro.

Mas diversas vezes, o bom mesmo é diversificar.

Você pode comprar ações de diversas empresas de um setor, criando uma carteira bem balanceada. Porém, para nós pequenos investidores, isso às vezes é complicado. Não temos capital suficiente para comprar o número de papéis numa proporção racional para chegar a essa estratégia adequadamente.

Então, diversificar, pode ser difícil.

O que é fácil: os ETFs It Now do Itaú tornam isso uma tarefa bem mais simples.

ETF é um fundo de investimento que visa refletir as variações e rentabilidade de um índice de referência, e suas cotas podem ser compradas e vendidas como uma ação na bolsa.

Quando você compra uma cota de um ETFs It Now, você investe em um setor ou segmento inteiro.

Qual é a ideia: seu investimento é menos concentrado e o seu rendimento varia conforme o desempenho do setor ou o segmento que você escolheu. Além disso, o preço é menor do que comprar ações individuais na bolsa: uma grande vantagem para nós, pequenos investidores.

Você encontra o It Now IDIV – DIVO11 e o It Now ISE – ISUS11 entre os 6 ETFs It Now do Itaú:

  • Com DIVO11, você investe no conjunto de empresas que mais se destacaram em termos de remuneração dos investidores, dividendos e juros sobre capital próprio
  • Com ISUS11, você investe em um grupo de 40 empresas com melhores práticas de gestão ambiental, social e de governança corporativa.

Saiba mais sobre cada um dos ETFs It Now e como investir acessando o site: www.itau.com.br/itnow.

(Post patrocinado)

Gostou? Comente, compartilhe e participe!

Mais artigos

Page 4 of 81« First...23456...102030...Last »