Bolsa de Valores

Títulos da Dívida Pública

Postado por Alessandro Martins em - Outros investimentos

Os Títulos da Dívida Pública ou Títulos Públicos são uma opção interessante quando se fala em investimentos de renda fixa ou investimentos com um maior nível de segurança, em contraposição às incertezas e a necessidade constante de gerenciamento de risco que há na bolsa de valores.

Mas o que são os Títulos da Dívida Pública?

Os títulos públicos são emitidos pelo governo para captar recursos para seus projetos. Ao comprar um título público você está fazendo um empréstimo ao país. O título público representa o compromisso de que o governo pagará o valor emprestado em uma determinada data acrescido de um valor atrelado a algum índice (inflação, juros e taxa Selic, etc).

Atualmente, é possível comprar títulos públicos diretamente através do site Tesouro Direto. Para fazer isso é preciso ter uma conta corrente em um banco e estar cadastrado.

Tipos de Títulos da Dívida Pública

Os títulos podem ser divididos principalmente em pós-fixados (bons para quem quer, por exemplo, ficar acima da inflação ou acima da taxa de juros) e pré-fixados (bons para quem quer saber exatamente quanto vai lucrar ao final do investimento).

Os principais tipos de Títulos da Dívida Pública:

  • LFT (Letras Financeiras do Tesouro): pós-fixados que são remunerados pela taxa Selic. Possui alta liquidez
  • LTN (Letras do Tesouro Nacional): pré-fixados, ou seja, tem um valor fixo pelo qual serão resgatados na data do vencimento. Costumam render mais que as LFT, mas não necessariamente
  • NTN-F (Notas do Tesouro Nacional, Série F): pré-fixados como as LTN, porém com pagamentos de juros semestrais (cupons)
  • NTN-B (Notas do Tesouro Nacional, Série B): títulos atrelados à inflação, corrigidos pelo IPCA e acrescidos de uma remuneração pré-fixada. É uma opção para quem quer proteção contra a inflação
  • NTN-B Principal: não tem pagamentos semestrais de juros (cupons) e paga toda a remuneração acumulada no vencimento. Ideal para objetivos de longo prazo

Gostaria de saber como investir em commodities? Como investir em ouro

Gostou? Comente, compartilhe e participe!

Significado de bolsa de valores

Postado por Alessandro Martins em - Dicas da bolsa de valores Tudo sobre Bolsa de Valores

Que a bolsa de valores é o ambiente onde são negociadas as ações e outros títulos quem frequenta e recebe os artigos deste blog está cansado de saber.

Mas qual o significado de bolsa de valores, qual a origem desse termo?

Ao que parece, a origem do termo bolsa de valores está nas raízes da primeira bolsa de valores do mundo: ela nasceu em Bruges, na Bélgica, em reuniões de comerciantes na casa de um senhor chamado Van der Beurse.  Fácil ver como esse sobrenome peculiar, cujo uso se popularizou por toda a Europa, em português acabou virando bolsa. Ele era o cara da bolsa. Muito apropriado, não? Além disso, dizem que na fachada da casa de senhor havia um escudo com três bolsas, seu brasão de armas.

Joseph Penso de La Vega foi o primeiro historiador a falar sobre a bolsa de valores em um trecho que encontramos espalhado pela internet afora: “É uma pequena praça rodeada de pilares. E chama-se assim já por encerrarem-se nela os mercadores como em uma Bolsa, já pelas diligências que cada um faz de aí encher a sua”.

Espirituoso o senhor Joseph. Mas não deixa de estar certo.

Gostou? Comente, compartilhe e participe!

Estrela Cadente, um padrão de candlestick que deve haver a confirmação.

Postado por Osney Cola em - Análise técnica da bolsa de valores Cursos sobre bolsa de valores

Os padrões de candlesticks são estudados desde o século  XVIII, porém uma forma deturpada de operá-los é simplesmente dar atenção aos padrões sem que a tendência ou confirmações não sejam observadas. Postei hoje um vídeo em relação aos papéis ON do Banco do Brasil, onde temos uma estrela cadente (padrão de candlestick) que não foi confirmada e após o movimento contrário o padrão é invalidado.

Assista:

Gostou? Comente, compartilhe e participe!

Corretora de valores

Postado por Alessandro Martins em - Dicas da bolsa de valores Tudo sobre Bolsa de Valores

Uma das principais dúvidas que chegam até mim é sobre se a corretora de valores é necessária para investir na bolsa de valores ou se é possível comprar e vender ações por conta própria.

Sim. Você precisa de uma corretora de valores. No Brasil, não há como investir em ações sem elas. Isso aliás não só é necessário como é indicado. Essas empresas oferecem toda a estrutura, informações e profissionais para ajudá-lo da melhor forma. Hoje em dia, todas possuem home broker para que você possa comprar e vender ações através da internet.

O site da BM&F Bovespa possui a listagem de todas aquelas empresas em que você pode confiar. Há diversas regras para que uma empresa seja uma corretora de valores. Para que ela seja constituída e possa operar, é preciso a autorização do Banco Central do Brasil (Bacen) e da Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

Feito isso, o seu papel é intermediar a compra e a venda de títulos financeiros, públicos ou privados, para seus clientes, sendo desse modo uma entidade auxiliar do Sistema Financeiro Nacional.

Como investir com a corretora de valores

Normalmente, existem dois modos para investir na bolsa através da corretora de valores:

  1. mesa: você liga para a empresa e dá suas ordens de compra ou venda
  2. home broker: você investe pela internet, sem precisar falar com ninguém

A corretora pode cobrar de você principalmente duas coisas:

  1. taxa de custódia: pela manutenção dos títulos (ações, etc); mas muitas abrem mão dessa taxa
  2. taxa de corretagem: a cada movimentação de compra ou de venda é cobrada uma taxa, que pode ser fixa, independentemente do valor da movimentação (essa é mais comum hoje em dia) ou tabelada, de acordo com o valor da movimentação
Gostou? Comente, compartilhe e participe!

Small caps

Postado por Alessandro Martins em - Dicas da bolsa de valores Tudo sobre Bolsa de Valores

As ações conhecidas como small caps são aquelas de empresas pequenas. Relativamente pequenas, porque muitas das empresas a que estão ligadas valem entre R$ 300 milhões e R$ 2 bilhões.

O que o iniciante na bolsa de valores precisa saber sobre as small caps é que elas costumam ter baixa liquidez, baixo número de negócios realizados por dia. Assim, se acontecer uma queda ou uma alta ou qualquer evento que motive você a vender essas ações talvez não seja fácil encontrar um comprador.

Porém, para os desavisados e para aqueles que não fizeram um curso de bolsa de valores antes de investir, o baixo preço dessas ações pode parecer por demais atraente. Acontece que não importa o preço da ação: importa quanto você investe nelas e o risco que elas oferecem. E, se você não é familiarizado com essa seara, elas oferecem muitos riscos. Inclusive de serem manipuladas mais facilmente através de volumes relativamente grandes de compra e venda, para cima e para baixo.

Ações de primeira, segunda e terceira linha

As small caps costumam ser ações de segunda ou terceira linha. Isso não quer dizer que as empresas dessas ações sejam de qualidade inferior, mas apenas que o volume de negociações desses papeis não é tão grande como as ações de primeira linha, as blue chips como a Vale e a Petrobras e outros ativos que provavelmente pertencem à composição do Ibovespa.

As ações de terceira linha, no entanto, são caracterizadas inclusive pela descontinuidade, isto é: dias em que não são sequer negociadas. É muito difícil usar a Análise Técnica com uma ação assim, por exemplo, porque seus gráficos não são consistentes e não dão suficiente segurança para qualquer análise.

A dica para o iniciante é, a não ser que você saiba muito bem o que está fazendo, evite por enquanto esse tipo de ação. Lembre-se: por mais que uma ação esteja barata, nada impede que ela fique ainda mais barata. Nada.

Gostou? Comente, compartilhe e participe!

Operação utilizando Análise Técnica.

Postado por Osney Cola em - Análise técnica da bolsa de valores Cursos sobre bolsa de valores

Pessoal: eu particularmente gosto muito desse tipo de trade, pois consigo utilizar mais de um tempo gráfico. Neste momento tanto o gráfico diário como o semanal nos indicam queda para as ações ON do Banco do Brasil.

Veja no vídeo abaixo como ficou a operação.

Caso não saiba como ganhar dinheiro com o mercado em queda, assista outro vídeo clicando no link a seguir: http://www.youtube.com/watch?v=f7byo9WHE_g

Gostou? Comente, compartilhe e participe!

Mais artigos

Page 30 of 83« First...1020...2829303132...405060...Last »