Bolsa de Valores

Golpe! Cuidado com o esquema Ponzi

Postado por Alessandro Martins em - Outros investimentos

Invista e ganhe 20% de lucro sobre o investimento por mês (ou mais).

É o que prometem algumas empresas ou fundos por aí. Nenhum dos dois termos é exato.

Sempre desconfie quando a esmola é muita. Não existe almoço grátis.

Pode se tratar de um golpe similar ao esquema Ponzi.

Veja como esse golpe funciona:

  1. O golpista atrai a vítima prometendo um investimento – pode ser assumindo o disfarce de corretora, agente, fundo ou clube de investimento – com grandes lucros em pouco tempo
  2. A vítima investe uma certa quantia. É possível que seja uma quantia pequena, pois ainda está desconfiada
  3. O golpista, depois do prazo combinado (sempre curto), devolve a quantia mais os juros combinados. Nesta fase é provável que o golpista tenha tirado o dinheiro de seu próprio bolso ou de outras “fontes”
  4. Agora, a vítima está mais confiante. Reinveste o dinheiro devolvido com lucro e, possivelmente, influenciada pelo golpista, uma outra quantia ainda maior
  5. Incentivada pelo golpista, ela espalha a história e outras pessoas entram no esquema. A partir daí, o golpista alimenta o esquema com o dinheiro de novas vítimas. Isto é, para comprovar o lucro do investimento ele devolve quantias dadas por vítimas mais recentes
  6. Assim, os “investidores” mais antigos são realimentados pelos “investidores” mais recentes. Por isso muita gente confunde o Esquema Ponzi com o esquema de pirâmides. Acontece que, diferentemente do esquema de pirâmides, no Esquema Ponzi a vítima supõe que está em um investimento legítimo
  7. Quando fez vítimas que bastem e angariou dinheiro suficiente o gospista some

Jamais confie em lucro fácil.

Nunca.

A ganância, em geral, é má conselheira.

Quem inventou essa truta

Segundo o que encontrei no Fórum do Pai Rico:

O criador desta fraude foi Charles Ponzi, Italiano radicado nos EUA. Ele chegou na América com 2 dólares e 50 centavos no bolso, pois perdeu o resto do dinheiro com jogos durante a viagem. O esquema dele fraudou milhares de pessoas e causou prejuízos que, se atualizados para os dias de hoje, somariam 3 bilhões de dólares.

Ponzi foi preso e após cumprir a pena foi imediatamente deportado para a Itália. Trabalhou para a companhia aérea Ala Littoria. Curiosamente acabou vindo parar no Brasil, onde passou seus últimos anos, vivendo na pobreza e morrendo em um hospital público no Rio de Janeiro em 1949 aos 66 anos.

Leia mais sobre o esquema Ponzi

Artigos Relacionados

Gostou? Comente, compartilhe e participe.