Bolsa de Valores

De olho nos 46 mil e nos 51 mil pontos do Ibovespa

Postado por Alessandro Martins em - Vídeos sobre bolsa de valores

Neste vídeo, a Equipe Trader, representada por Osney Cola e, pela primeira vez, por André Moraes, faz uma análise técnica do atual cenário da Bovespa.

Os dois observam a consolidação de um movimento lateralizado. Não há uma tendência definida nem de alta nem de baixa. Ainda que o gráfico diário aponte para uma tendência de queda, não é o momento para se posicionar com clareza em operações de venda.

Dois pontos importantes:

  • No que diz respeito ao Índice Bovespa, os 46 mil pontos são um ponto de suporte importante, que já foi testado três vezes no gráfico semanal; dificilmente ele será ultrapassado para baixo. Mas, se romper, abre espaço para muita queda: o próximo suporte seria nos 40 mil pontos, o que dá 15% de target
  • O rompimento dos 50 mil pontos também é importante, mas uma vez rompida essa resistência o target é menor. A partir dela há diversas resistências intermediárias muito próximas umas das outras. Uma delas é a dos 51 mil pontos, que já foi testada 7 vezes nos últimos dois anos e sempre funciona como região de suporte ou resistência.
  • Porém, rompendo acima dos 51 mil pontos, a próxima resistência é nos 60 mil pontos, o que já dá um target mais apetitoso.

Resumindo: enquanto o mercado estiver com o Ibovespa entre 46 mil e 51 mil pontos tudo é indefinido. Abaixo ou acima disso, bons negócios surgirão com maior clareza, seja para posições vendidas ou compradas, respectivamente.

Artigos Relacionados

Gostou? Comente, compartilhe e participe.