Bolsa de Valores

A escolha de uma corretora

Postado por Alessandro Martins em - Tudo sobre Bolsa de Valores

Existem muitos critérios a serem levados em conta na hora de escolher a corretora para investir na bolsa de valores.

Eu já escrevi um texto sobre como foi minha escolha de uma corretora e existe um debate no fórum Sociedade Dinheirama que certamente vai ajudá-lo.

  • Leia meu texto sobre corretoras
  • Leia o debate sobre corretoras do fórum Sociedade Dinheirama: o debate começa com a mesma pergunta que você deve estar se fazendo agora e todos apresentam suas razões para a escolha desta ou daquela empresa. No fim, você vai sair com uma opinião própria ou ao menos mais informado.

Eis alguns fatores que podem ajudar você:

  • Prefira corretoras que ofereçam um bom sistema de homebroker.
  • Saiba a diferença entre a corretagem fixa e a variável, as vantagens e desvantagens de cada uma. Corretagem é o preço que a corretora cobra por ordem de venda ou compra executada. A variável é mais vantajosa para várias operações pequenas. Mas a corretagem fixa – entre R$ 10 e R$ 20 – é cada vez mais popular entre os novos investidores.
  • Se você não pretende usar o homebroker ainda, saiba se há um limite mínimo do valor de ordem para ser executado por telefone. Muitas corretoras adotam essa medida para evitar sobrecarga da mesa de operações.
  • Taxa de custódia: nem toda corretora cobra e a variação de preço pode ir até R$ 30 mensais. A execução de muitas ordens mensais – e portanto pagamento de corretagem – pode gerar isenção da custódia para o cliente.
  • No futuro, além de investir na Bovespa, você poderá querer investir na Bolsa de Mercados e Futuros. Saiba se a sua corretora lhe dará acesso às duas. Descubra se há facilidades para aplicar em outras modalidades de investimento.
  • Talvez existam operações que você nem conhece ainda, mas que no futuro aprenderá e poderá fazer. Saiba se a sua corretora tem capacidade para realização de vendas descobertas, vendas alugadas e travas de opções, por exemplo. Existem muitas possibilidades além da simples compra e venda.
  • Se você pretende operar via homebroker, se informe com outros clientes se o funcionamento é bom. Picos de acesso à internet podem prejudicar a velocidade caso o sistema não seja bom.
  • Se você pretende operar via mesa de operações – por telefone -, descubra se o atendimento é bom e se os operadores têm paciência com iniciantes.

Artigos Relacionados

Gostou? Comente, compartilhe e participe.