Bolsa de Valores

Como operar na bolsa de valores

Postado por Alessandro Martins em - Análise técnica da bolsa de valores Dicas da bolsa de valores

Claro que saber usar e conhecer o funcionamento de diversos indicadores da bolsa de valores pode aumentar a sua eficiência na hora de acertar a compra e a venda de suas ações, proporcionando mais lucros.

Porém, dominar conceitos básicos e usá-los com disciplina na hora de analisar o gráfico de uma ação e no momento das decisões – sem ser influenciado por emoções ou pelo oba-oba da boiada – pode ser mais eficiente do que qualquer coisa.

  1. Saiba identificar topos e fundos como ninguém: os topos e fundos vão ajudar você a saber com certeza a tendência de uma ação, se altista ou se baixista. O pleno domínio desse conceito dos mais básicos ajuda também a definir quando um papel muda de tendência.
  2. Entenda o funcionamento de suportes e resistências: saiba como eles são formados, o que os torna mais fortes e o que os torna mais fracos, bem como quando uma resistência se transforma em suporte e quando um suporte se transforma em resistência.
  3. Saiba traçar uma linha de tendência e uma linha de retorno do canal: linhas de tendência de baixa (LTB) unem os topos e linhas de tendência de alta (LTA) unem os fundos, ambas passando pelo máximo de pontos possíveis. Aprenda quando essas linhas funcionam como resistências ou suportes.
  4. Médias móveis: entenda tudo sobre médias móveis e seu funcionamento
  5. Saiba o que são pivôs de alta e pivôs de baixa e seu significado

A partir do momento que você dominar esses conceitos básicos e treinar um pouco já poderá fazer suas primeiras operações com relativa segurança, com cada vez mais acertos e cada vez menos erros. Lembrando sempre que não existe 100% de acerto na bolsa de valores.

A primeira coisa a fazer é registrar-se em um site em que você tenha acesso aos gráficos das ações. Minha sugestão é o ADVFN. Depois, você já pode partir para suas primeiras análises técnicas.

  1. Indentifique a tendência: identifique a tendência – usando aqueles conhecimentos prévios – na periodicidade em que você está trabalhando: na diária, semanal ou mensal, por exemplo. Se as tendências concordarem em todas as periodicidades, tanto melhor: esse papel será mais fácil de operar.
  2. Trace a linha de tendência: como você é iniciante como eu, é possível que vá preferir operar apenas papéis em clara tendência de alta. Então, una os fundos que você identificou, passando pelo maior número de pontos possíveis. Trace a linha de retorno do canal também. Ela vai ajudar a prever possíveis novos topos.
  3. Identifique os suportes e as resistências: esses pontos serão importantes para que você determine momentos de compra e de venda a fim de aumentar o seu número de acertos. Se você está operando uma tendência de alta, verifique qual é o topo histórico, o maior preço da ação atingido até o momento. Obviamente, trata-se de uma resistência importante.

Muito bem, agora que você conhece o terreno, já pode organizar a sua estratégia:

  1. Opere no sentido da tendência: se o mercado está em baixa, é arriscado você operar comprando. E se você é iniciante, prefira operar em tendência de alta.
  2. Não consegue identificar a tendência? Fique fora. Repito. Fique fora dessa ação. Ou o papel está com tendência indefinida – o que o torna mais difícil de operar – ou simplesmente você ainda não tem conhecimento suficiente para identificar a tendência. Logo, não tem capacidade ainda para operar com eficiência.
  3. Espere o melhor momento para comprar: esses momentos são dois: (1) no suporte ou próximo dele e (2) no rompimento de uma resistência. Se você só comprar nessas duas ocasiões estará aumentando a probabilidade de acerto.
  4. Acompanhe o gráfico de suas ações diariamente: todo dia, novos topos e fundos, suportes e resistências são formados e isso deve influenciar sua posição.
  5. Encerre a operação no melhor momento: você comprou e um suporte foi perdido? Venda. De preferência, coloque um stop de segurança já no momento da compra, evitando ser influenciado pela emoção. Você acabou de comprar em um suporte e ele foi imediatamente perdido? Bem, você sairá com algum prejuízo, mas um prejuízo pequeno, menor do que se continuar comprado caso a ação continue a cair, coisa que os rompimentos de suportes costumam indicar.

A partir de agora vou usar essa metodologia com o máximo de disciplina possível e vou contar-lhe o resultado.

No momento está difícil, pois a tendência da bolsa como um todo está bem indefinida.

Sim. O ideal é você fazer um curso de bolsa de valores.

Artigos Relacionados

Gostou? Comente, compartilhe e participe.