Bolsa de Valores

Como investir em ouro

Postado por Alessandro Martins em - Outros investimentos

Como investir em ouro? A famosa segurança do investimento em ouro atrai novos e velhos investidores. Pois fique esperto: esse metal não é para qualquer perfil e exige cuidado.

Comprar ouro é atraente nas horas em que a economia parece fraquejar e mesmo a renda fixa e quanto mais a renda variável não são mais portos seguros. De fato, uma maior demanda por essa commodity pode fazê-la entrar em tendência de alta. É a lei da oferta e da procura, quase tão natural quanto a lei da gravidade.

Pode acontecer que, justamente quando os iniciantes começarem a se perguntar como comprar ouro, seja o momento em que o mercado esteja começando a se estabilizar e outras alternativas de investimento passem a ser mais rentáveis. É sempre assim com os iniciantes: quando eles vão atrás de um investimento é justamente o momento em que é hora de pular fora dele. Portanto, vá devagar ao pote e fique atento. É preciso ter um mínimo de conhecimento das tendências econômicas para investir em ouro.

Existem diversos fatores a serem considerados:

  • tendência do dólar
  • tendência dos juros
  • tendência da bolsa de valores
  • crise ou estabilidade econômica mundial e influência sobre a economia local

Ok, entendi, mas…

como investir em ouro

… como investir em ouro?

Se ainda assim, sabendo da complexidade da coisa, você pretende investir em ouro, é razoavelmente simples.

Quase do mesmo jeito como você investe em ações.

Você precisa ter uma conta em uma corretora listada na BM&FBovespa. Então, através de contratos:

  • contratos de lote padrão: 250 g
  • contratos fracionários: 10 g e 0,225 g

Atenção: apesar de serem mais fáceis de comprar para quem quer investir pouco dinheiro em ouro eles são mais difíceis de negociar mais tarde por terem pouca liquidez.

Curiosidade: você pode escolher levar seu ouro para casa. Pra isso, você requisitará através de sua corretora e indicar à BM&FBovespa o banco onde pretende retirá-las. Porém, nesse caso, o ouro perde o valor de ativo negociável em bolsa. Isto é, fica ainda mais complicado negociá-lo. Melhor, portanto, não levá-lo para casa. A não ser que você esteja apostando em um apocalipse do sistema financeiro ou coisa assim.

Artigos Relacionados

Gostou? Comente, compartilhe e participe.