Bolsa de Valores

Como investir na bolsa

Postado por Alessandro Martins em - Dicas da bolsa de valores Tudo sobre Bolsa de Valores

Quando o aspirante a investidor se pergunta como investir na bolsa de valores é o primeiro passo para tomar atitudes mais responsáveis quanto a seu dinheiro, não deixando-o somente na renda fixa (mais das vezes na poupança) sem saber exatamente o que está acontecendo com ele.

A bolsa de valores, embora seja mais desafiadora, por exigir uma postura mais ativa (e menos passiva) com relação a como investir suas economias, seu capital, pode ser muito mais rentável e, se você gostar da coisa, mais desafiadora, interessante e, para alguns até divertida (embora deva ser levada muito a sério).

Alguns dos artigos que podem ajudar você no início dessa jornada, caso já se tenha feito essa pergunta:

Um bom começo para investir na bolsa de valores

O principal começo para qualquer investimento, seja na bolsa, seja em qualquer outra forma de fazer seu dinheiro render mais é se perguntar quais são seus objetivos e quais suas características.

  • Uma casa
  • Uma viagem
  • Pagar os estudos
  • Garantir dinheiro em uma idade mais avançada
  • Um carro
  • Outros

A partir daí, responda com sinceridade. É um objetivo para ser atingido em quanto tempo?

  • Curto prazo
  • Médio prazo
  • Longo prazo

Determine o número de anos ou até mesmo meses que você acha razoável para atingir esse objetivo. Comprar um carro sem precisar entrar num financiamento ou pelo menos para financiar um valor bem menor que o integral pode levar um, dois ou três anos, por exemplo. Mas se seu objetivo for uma velhice tranquila, talvez o prazo seja de 30 ou 40 anos. É um prazo mais elástico, mas exigira um esforço mais disciplinado ao longo de um tempo maior.

Você também precisa saber o seu perfil:

  • Menos arrojado: se você gosta de correr menos riscos, talvez o seu lugar nem seja a bolsa de valores. Porém saiba que, usando os conhecimentos certos, tendo disciplina e racionalidade, diversas maneiras de operar na bolsa acabam sendo bem menos arriscadas
  • Mais arrojado: se você está disposto a correr mais riscos deve assumir que eventualmente suas atividades na bolsa de valores podem conduzir a perdas

Como você pode ver, os primeiros passos da bolsa de valores tem pouco a ver com economia e muito mais a ver com auto-conhecimento, uma disciplina que se aplicaria a qualquer atividade humana. Primeiro conheça a si mesmo, seus desejos, suas possibilidades, seus medos e capacidades e só então inicie seja lá qual for seu empreendimento.

Artigos Relacionados

Gostou? Comente, compartilhe e participe.