Bolsa de Valores

Com quanto começar a investir na bolsa? Qual o mínimo?

Postado por Alessandro Martins em - Tudo sobre Bolsa de Valores

Esta é a pergunta que tem chegado com maior freqüência nos últimos dias aqui no blog: com quanto começar na bolsa?

E suas variações não menos freqüentes:

Eu já respondi essas perguntas por aqui em outros posts. Mas, num blog, é sempre interessante repetir – ainda que com abordagens novas – os temas mais solicitaos pela audiência.

Assim, vamos lá.

Mas e se o meu mínimo for muito mínimo?

Um amigo meu procurou uma corretora – depois de alguma pesquisa – e disse o valor (pequeno) que tinha para começar e o corretor respondeu:

– Opa! Começando por cinqüentão já dá para fazer negócio.

Claro que esse corretor tinha certa boa vontade. Mas existem algumas opções.

Se o valor que você pretende investir for muito pequeno, abaixo de R$ 1.000, muitos dirão que os custos das corretagens podem “devorar” qualquer eventual lucro. E essas pessoas não estão erradas. Mas…

  • … eu gostaria que você conhecesse as vantagens de se começar com um valor pequeno na Bolsa de Valores

Para aqueles que me perguntam se devem investir todas as suas economias na Bolsa de Valores eu costumo responder que não é uma boa idéia. A renda variável pode ter frutos interessantes. Mas assim como ela varia para cima, também varia para baixo. Ela tem riscos. Vou repetir: A BOLSA DE VALORES TEM RISCOS. Assim, você deve investir apenas uma parte de suas economias nela.

No entanto, se você é iniciante, recomendo que você nunca comece com um valor muito grande ainda que suas economias sejam vultosas. Valores grandes causarão grandes emoções. E, se você ainda não educou suas emoções, seu lugar não é a bolsa por enquanto. É o mesmo que ir para a montanha-russa sem ter passado pelo gira-gira. Ou ir para a piscina olímpica sem ter molhado as canelas e sem saber nadar.

Isso não é motivo para deixar seu dinheiro em investimentos excessivamente conservadores e pouco lucrativos como a Caderneta de Poupança.

O que eu quero? Uma pergunta fundamental.

Saber o que você quer do investimento na bolsa é uma das perguntas mais fundamentais que se faz. Saber o que você quer – unido a saber onde você está -, vai ajudar você a traçar um caminho realista entre esses dois pontos.

Por exemplo, alguém me perguntou: tenho R$ 5 mil, posso guardar R$ 500 por mês e preciso de R$ 30 mil para daqui a um ano para comprar meu apartamento.

Hmm. Essa pessoa está querendo um lucro de quase 500% ao ano, se minha matemática básica não estiver errada. Isso não é realista.

No entanto, sabendo quanto você tem, quanto você pode investir por mês e de quanto você precisa, a coisa fica mais fácil. Você poderá determinar um prazo de investimento, por exemplo. Determinado o prazo, você pode determinar quanto disso vai para a renda variável e quanto disso vai para a renda fixa. Quanto vai para o investimento agressivo e quanto vai para o investimento conservador.

São tantas emoções…

Imagine alguém que tenha comprado, empolgado, 10 lotes de VALE5 (equivalentes a 1.000 acões), quando elas estavam valendo, há alguns meses, R$ 53. Essa pessoa investiu R$ 53 mil.

E agora ela veria os seus R$ 53 mil valendo apenas R$ 37 mil. Pois uma VALE5 vale hoje aproximadamente R$ 37.

Agora suponha que os R$ 53 mil de há dois meses era o valor total que esse irresponsável usaria para pagar uma dívida importante. Para quitar sua habitação, por exemplo.

Como ele estaria se sentindo?

Talvez ele não tivesse mais paciência e nervos para esperar a Vale recuperar os patamares anteriores e, neste instante, vendesse todas as suas ações, realizando um prejuízo de R$ 16 mil.

E – talvez – daqui a uma semana, depois de ter vendido suas ações, ele visse a Vale iniciar uma trajetória de recuperação.

Por isso…

  • … nunca invista dinheiro emocionalmente comprometido

Também existem modos de investir montantes menores na Bolsa de Valores.

Conheça:

O importante, na verdade, não é o valor com que você começa. O importante é o que você conhece, o que você sabe e saber o que você sabe: assim você evita navegar por águas desconhecidas.

Investir com ignorância é a pior coisa para qualquer montante.

Artigos Relacionados

Gostou? Comente, compartilhe e participe.