Bolsa de Valores

Eu não moro no Brasil. Como faço para investir na Bovespa?

Postado por Alessandro Martins em - Tudo sobre Bolsa de Valores

Uma das perguntas que mais têm chegado por aqui é sobre como investir na Bovespa (Bolsa de Valores de São Paulo) quando não se é residente no Brasil.

Creio que isso é sintomático uma vez que muitas pessoas deixam o país, conseguem fazer alguma economia e querem garantir um volume maior de renda para quando voltarem ou para aqueles seus parentes que ficaram por aqui.

Demorei a encontrar uma resposta. Não por falta de ter a quem perguntar, mas porque sei que o site da Bovespa é bem completo e quis procurar por mim mesmo. O problema é que algumas coisas são difíceis de encontrar por lá.

Existe um documento em PDF com todas as regras para aqueles que moram no exterior e querem investir na Bovespa.

Basicamente é o seguinte:

  • Os investidores não residentes podem investir nos mesmos produtos disponíveis para os aplicadores locais. Podem aplicar, também, em fundos de investimento regulamentados pela CVM (Comissão de Valores Mobiliários), sendo livre o trânsito de investimentos em renda variável para a renda fixa e vice-versa, respeitadas as diferenças de tratamento tributário;
  • Podem investir no Brasil investidores institucionais e individuais;
  • O investidor não residente precisa nomear um representante, que ficará responsável pela prestação de informações e registros junto ao Banco Central e à CVM;
  • Os ativos financeiros e valores mobiliários negociados, bem como as demais modalidades de aplicações, devem estar registrados, custodiados ou mantidos em contas de depósito em instituição autorizada para este fim, ou ainda em sistemas de registro, liquidação e custódia, reconhecidos ou autorizados pela CVM ou Banco Central.

Na dúvida, troque informações com as corretoras listadas na Bovespa. Até mesmo por email, se não quiser fazer ligações internacionais. Tenho certeza de que todas estão interessadas em todo e qualquer dinheiro vindo do exterior e o mercado de brasileiros lá fora mandando grana para cá, sabe-se, não é desprezível. Além disso, essas empresas estão cada vez mais se especializando em investidores de menor porte.

Artigos Relacionados

Gostou? Comente, compartilhe e participe.